5

"A educação faz com que as pessoas sejam fáceis de guiar, mas difíceis de arrastar; fáceis de governar, mas impossíveis de escravizar." Henry Peter

15 de out de 2016

15 de outubro dia do professor.

15 de outubro dia do professor. Parabéns a todos os colegas professores.

No dia 15 de outubro de 1827, Pedro I, Imperador do Brasil baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, "todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras".
                   Minha homenagem aos queridos colegas professores que com dedicação ainda acreditam na profissão. Parabéns pelo seu pelo nosso dia.
       
Não sei o que combina mais contigo, uma poesia, um livro, uma pintura. Sinceramente fico pensando no que deve dar alegria a alguém que é objeto da alegria de tantos.
         Na verdade, o professor de verdade, é aquele que prefere dividir o que possui, do que ter somente para si.
         O verdadeiro mestre, sente-se feliz quando percebe que o caminho que ele abriu tem sido trilhado por muitos. O mestre tem a sua realização no aprendizado do pupilo, da passagem da experiência.
            É por isso que meras palavras não podem recompensar a alguém que optou por esta carreira, que muitas vezes é dolorosa e cheia de espinhos.
           Chamo-te somente mestre, abnegado coração que se sensibiliza com os olhos sedentos por uma vida menos escura, mas cheia de luz. E essa luz, está em suas mãos, em seu coração, em seu olhar.
          Que bom que existe um dia reservado só para você!
      Obrigado por sua obstinação incontida, pois graças a ela, você nunca desiste. Você é muito importante, espero que você seja sempre assim.

11 de ago de 2016

Seja um estudante, não um seguidor. Não vá simplesmente fazer o que alguém diz. Tenha interesse pelo que alguém diz, então debata, pondere e considere de todos os ângulos.
Jim Rohn

13 de jul de 2016

Julho um mês triste para a literatura,


Um mês triste para a literatura


Julho de 2014 foi um mês extremamente triste para a literatura brasileira. Ao longo de 30 dias, perdemos os grandes e inesquecíveis Ivan Junqueira (03 de julho), João Ubaldo Ribeiro (18), Rubem Alves (19) e Ariano Suassuna (23). Contudo, nunca os perderemos totalmente, pois seus livros estão aí nas mãos de milhares de leitores, que os passarão de geração para geração. Temos certeza de que os quatro vão continuar encantando os brasileiros por séculos. Conheça um pouco mais de cada um e mate um pouco da saudade.
Ivan nasceu e realizou seus primeiros estudos no Rio de Janeiro. Em 1963 tornou-se jornalista, trabalhando na Tribuna da Imprensa, no Correio da Manhã, no Jornal do Brasil e em O Globo. Ivan era o titular da cadeira nº 37 da Academia Brasileira de Letras (ABL), antes ocupada por João Cabral de Melo Neto. Sua poesia o fez cruzar a fronteira brasileira, sendo traduzido para mais de dez línguas. Faleceu aos 79 anos. Entre seus famosos trabalhos estão Essa músicaReflexos do sol-posto e Cinzas do espólio.

ivan junqueira
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.


Escritor, jornalista, cronista e roteirista, o autor do impressionante Viva o povo brasileiro era ocupante da cadeira 34 da Academia Brasileira de Letras. João Ubaldo venceu diversos prêmios, entre eles o Camões e o Jabuti, e era um dos mais traduzidos da literatura nacional. Entre seus livros, alguns foram adaptados para a TV, para o teatro e para o cinema, entre eles O sorriso do lagarto, A casa dos budas ditosos e Sargento Getúlio. Além dos livros, Ubaldo deixou uma extensa obra de crônicas cotidianas e políticas publicadas em jornais e revistas. Faleceu aos 73 anos.

joao ubaldo ribeiro
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.


Um dos intelectuais mais respeitados do Brasil, Alves publicou diversos textos em jornais e revistas do país e atuou como cronista, pedagogo, poeta, filósofo, contador de histórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, autor de livros infantis e psicanalista. Foi agraciado com prêmios de destaque, como o Jabuti e o FNLIJ. Entre seus mais de 120 trabalhos de mais destaque estão Conversas com quem gosta de ensinarO retorno e o terno,  O amor que acende a lua e  A menina e o pássaro encantado, este escrito ao lado de Maurício de Sousa. Faleceu aos 80 anos.

rubem alves
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.


O escritor paraibano, ocupante da cadeira 32 da ABL, era um ferrenho defensor da cultura brasileira. Autor de peças, romances, contos e poemas, Suassuna é o criador do famoso Auto da compadecida, adaptado para o cinema e para a televisão. Destacam-se em sua obra O santo e a porcaFarsa da boa preguiça e A pedra do reino. Faleceu aos 87 anos. Fonte: Virtual.http://blog.estantevirtual.com.br/2016/07/12/mes-triste-literatura/

ariano suassuna
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante